• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
    • 02.19 capacita-mpt-na-escola
    • 02.17 trabalho infantil
    • destaque-dois vizinhos
    • 01.07 concurso procurador - destaque
    • ci
    • horarios-novos-destaque
    • Abertas as inscrições para curso de enfrentamento ao trabalho infantil pela rede de educação
    • MPT alerta sobre trabalho infantil no carnaval
    • MPT em Pato Branco abre inscrições para destinação de indenização por danos morais coletivos
    • Concurso para procurador e procuradora do Trabalho: definido o local de realização da prova objetiva
    • Portaria institui calendário oficial do MPT/Paraná para 2020
    • Unidades do MPT/Paraná têm novos horários de atendimento ao público

    MPT-PR agora conta com serviço de tradução para atendimento de migrantes

    O Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) firmou contrato de prestação do serviço de tradução para audiências e denúncias. Os idiomas disponíveis são o creole (para atendimento dos haitianos), sírio/árabe, francês, chinês, espanhol, os mais demandados pelos migrantes que chegam atualmente ao Paraná. Também foi contratado o serviço de tradução de libras, para atender pessoas com deficiência auditiva ou de fala. O serviço será prestado mediante agendamento com um mínimo de 48 horas de antecedência.

    MPT-PR firma acordo com município de Chopinzinho por trabalho escravo na gestão de resíduos sólidos

    O Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) em Pato Branco firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o município de Chopinzinho por conta de irregularidades na realização de serviços de separação e classificação de resíduos sólidos. Em inspeção realizada em junho deste ano foi constatada situação de trabalho em condições degradantes, com situações de risco aos trabalhadores como manuseio de lixo orgânico sem proteção, consumo de alimentos descartados no lixo e falta de sistemas de proteção em máquinas.

    MPT-PR requer judicialmente R$ 500 mil de empresa de instalações elétricas após acidente fatal de trabalhador de 19 anos

    O Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) em Pato Branco ajuizou uma Ação Civil Pública em face da empresa Patoeste Eletro Instaladora após um acidente que levou à morte do trabalhador Jhonathan de Borges Tomás, de 19 anos, em abril deste ano. Na ocasião, um poste elétrico atingiu sua coluna cervical. A ação foi ajuizada após a empresa negar-se a pagar a multa por dano moral coletivo estabelecida em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado no mês de junho.

    • banner pcdlegal

    • banner audin
    • banner abnt
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner radio
    • banner trabalholegal
    • banner transparencia
    • banner estagio
    • Portal de Direitos Coletivos