• áreas de atuação
  • denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • protocolo
  • autenticidade de documentos
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
    • 11.05 PROJETOS
    • 11.16 horario
    • Balcão virtual 2
    • 05.10 cadastro
    • 04.28 mpt na escola
    • Plantões na PRT9
    • peticionamento eletrônico - destaque
    • Acompanhe as medidas
    • destinação - destaque
    • arroz amor
    • 03.16 SUSPENSÃO ATENDIMENTO
    • MPT-PR prorroga prazo para chamamento público para destinação de recurso a projeto de atendimento a mulheres em situação de violência de gênero
    • Confira aqui a escala de plantão dos procuradores e procuradoras do MPT-PR
    • Campanha do MPT/PR incentiva arrecadação de arroz para pessoas em situação de rua
    • Suspensão temporária de atendimento ao público

    Audiência pública em Capanema discute trabalho infanto-juvenil

    A procuradora Priscila Schvarcz, do Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) em Pato Branco, realizou no último dia 29 audiência pública no município de Capanema (PR) sobre o trabalho infanto-juvenil. A audiência contou com a participação da promotora de justiça da comarca de Capanema, Silvia Skaetta Nunes, e com representantes do Conselho Tutelar de Capanema e da Secretaria de Assistência Social do município.

    Sindicato dos Trabalhadores Rurais é condenado por cobrança indevida em Chopinzinho (PR)

    O Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) em Pato Branco ganhou liminar contra o Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município de Chopinzinho. Uma ação civil pública foi ajuizada pela procuradora do trabalho Priscila Schvarcz no dia 26 de agosto, após investigações darem conta da cobrança de valor equivalente a meio salário mínimo a trabalhadores não filiados para a emissão de Declaração de Exercício de Atividade Rural. A decisão foi proferida pelo juiz José Eduardo Ferreira Ramos, da 2ª Vara do Trabalho de Pato Branco.

    MPT-PR quer danos morais de R$ 300 mil de transportadora que desrespeita jornada legal

    O Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) em Pato Branco solicitou judicialmente, no último dia 20 de agosto, a concessão de tutela antecipada para o caso da empresa Comércio e Transporte Wessling LTDA. As denúncias relatam ausência de controle de tempo de direção, falta de intervalos obrigatórios e jornadas de mais de dez horas diárias. Em investigação do MPT-PR e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), detectou-se que a empresa não apresentava qualquer meio de controle de jornada de trabalho/tempo de direção, não observada o intervalo de 30 minutos de descanso a cada 4 horas, e permitia que seus motoristas trabalhassem mais de 10 horas de trabalho por dia. "A empresa chegou a afirmar que, por possuir cerca de 50 motoristas, tinha dificuldades em controlar a jornada desses empregados, mas que buscava fazer esse controle por meio da papeleta", lembra a procuradora do trabalho Sofia Vilela de Moraes e Silva, responsável pelo caso.

    MPT-PR participa de conversa sobre trabalho infanto-juvenil em escola agrícola de Guarapuava

    O Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) em Guarapuava participou hoje (1º) de uma conversa com 60 alunos entre 15 e 16 anos sobre trabalho infanto-juvenil no Centro Estadual de Educação Profissional Arlindo Ribeiro (Colégio Agrícola). A procuradora do trabalho do município, Cláudia Honório, participou falando sobre o papel do MPT no combate à prática e ressaltou a importância desse tipo de evento para a conscientização de crianças e adolescentes. Também participaram professores e representantes do Conselho Tutelar e do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).

    • banner pcdlegal

    • banner audin
    • banner abnt
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner radio
    • banner trabalholegal
    • banner transparencia
    • banner estagio
    • Portal de Direitos Coletivos